terça-feira, 15 de março de 2011

Dia do Pai




Adivinha O Quanto Gosto De Ti
Andre Sardet

Já pensei dar-te uma flor, com um bilhete,
mas nem sei o que escrever.
Sinto as pernas a tremer,
quando sorris p'ra mim,
quando deixo de te ver.

Vem jogar comigo um jogo,
eu por ti e tu por mim.
Fecha os olhos e adivinha,
quanto é que eu gosto de ti.

Gosto de ti, desde aqui até à lua.
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto.
E é tão bom viver assim.

Ando a ver se me decido,
como te vou dizer,
como hei-de te contar.
Até já fiz um avião,
com um papel azul,
mas voou da minha mão.

Vem jogar comigo um jogo,
eu por ti e tu por mim.
Fecha os olhos e adivinha,
quanto é que eu gosto de ti.

Gosto de ti, desde aqui até à lua.
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto.
E é tão bom viver assim.

Quantas vezes eu parei à tua porta.
Quantas vezes nem olhaste para mim.
Quantas vezes eu pedi que adivinhasses.
Quanto é que eu gosto de ti...

Gosto de ti, desde aqui até à lua.
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto.
E é tão bom viver assim.

Sem comentários:

Publicar um comentário